Arrefecimento

Troca do radiador no Chevrolet Celta

 

Veja a substituição do elemento do sistema de arrefecimento após a colisão frontal de um Celta 1.0 2010

Texto: Edison Ragassi
Fotos: Alexandre Villela

 

Quando o indicador de temperatura acusar alguma anomalia, ou seja, se a luz ou o ponteiro de advertência de temperatura do motor acender ou marcar e passar acima dos 90°C, o ideal é parar o veiculo imediatamente e desligar o motor. “Se isso acontece, é porque o sistema está com mau funcionamento, não está refrigerando corretamente o sistema. Se o motorista não desligar o motor, a temperatura vai subir a ponto de causar danos ao motor, como, por exemplo, a queima da junta do cabeçote”, explica Gerson Nerath da Valeo.

 

O radiador é um dos componentes que faz parte do sistema de arrefecimento de qualquer tipo de veículo, sendo que sua principal função é controlar a temperatura do motor. Dentro do sistema de arrefecimento, o líquido tem uma função importante, já que trabalha com pressão e temperatura controlada. A bomba d’água tem a função de fazer o líquido circular pelas galerias do bloco do motor e outros componentes. No radiador esta fixado o letroventilador (ventoinha), que admite o ar de fora do veículo e empurra pelas aletas do radiador para realizar a troca térmica, principalmente com o veículo parado. A manutenção correta dos radiadores deve acontecer conforme descrito no manual de manutenção do veiculo. Quando a troca do líquido de arrefecimento for necessária, sempre deve ser usado um aditivo de procedência adequado.

 

“O aditivo deve ser trocado, pois, ao longo do tempo, o líquido perde suas principais funcionalidades, inclusive a principal, de aumentar o tempo de ervura do líquido de arrefecimento. Não é indicado colocar água comum ou fazer misturas de diferentes marcas de aditivos, porque isso pode causar ou acelerar a degradação do sistema, conhecido como reação química. Além disso, o líquido deve ser usado na proporção correta, respeitando o manual do proprietário. Vale lembrar que alguns aditivos são concentrados, ou seja, necessitam a mistura de água desmineralizada, e outros já vêm pronto para uso” afirma Gerson. A troca do radiador é necessária em caso de colisão frontal; em caso de quebra do suporte de fixação; ou tem a tubulação interna interrompida; ou em caso de vazamentos, o que impede a performance do produto, causando superaquecimento.

 

Caso não seja feita a manutenção adequada, pode acontecer o entupimento das tubulações, pois, ao longo do tempo, resíduos vão se acumulando dentro do sistema. Outro detalhe importante é o controle da condutividade elétrica no aditivo, evitando a eletrólise.

 

Desmontagem do radiador

 
1. Espere o motor resfriar e retire a tampa da válvula pressostática para despressurizar o sistema. Esvazie o líquido do circuito de arrefecimento. Para isso, coloque um recipiente embaixo do carro, o qual recebe o líquido a ser descartado e solte a mangueira inferior do radiador. No Chevrolet Celta, o total é de 5 litros. O líquido não pode ser descartado no sistema de esgoto público.

 

ed-268-motor

 

2. Com uma chave torx, retire os parafusos de fixação do para-choque. Dica: Utilize uma bandeja imantada para colocar os parafusos, ela auxilia para não perder os itens.

 

ed-268-motor

 

3. Retire as travas plásticas pelo pino central. Em seguida retire o para-choque. Este procedimento é necessário para ter acesso aos parafusos do condensador do ar condicionado que estão presos ao radiador.

 

ed-268-motor

 

4. Com uma chave tipo canhão, solte os parafusos do suporte do condensador do ar condicionado e do radiador. Neste processo, o condensador não foi removido.

 

ed-268-motor

 

5. Retire o reservatório de expansão. Para isso, utilize um alicate de trava para soltar a trava da mangueira.

 

ed-268-motor

 

6. Solte o chicote preso no radiador, retire o interruptor da parte superior e inferior do eletroventilador. Retire as cintas plásticas (enforca-gato) superiores e inferiores.

 

ed-268-motor

 

7. Como o suporte superior do radiador está avariado, é necessário substitui-lo. Para retirá-lo, utilize uma chave torx.

 

ed-268-motor

 

8. Com uma chave de fenda, solte a abraçadeira da mangueira superior que está conectada na bomba d’água e retire-a.

 

ed-268-motor

 

9. Retire com cuidado o eletroventilador, pois, o suporte de fixação é feito de material plástico. São quatro os pontos de fixação. Retire o radiador.

 

ed-268-motor

 

Instalação do novo radiador

 

10. Antes de instalar o radiador novo, verifique se ele é o especificado. Confira as dimensões a tecnologia (brasado ou mecânico) e se tem o suporte para acoplar o condensador do ar-condicionado.

 

ed-268-motor

 

11. Coloque com cuidado o novo radiador, pois trata-se de uma peça sensível. Na parte inferior há dois coxins, encaixe da maneira correta.

 

ed-268-motor

 

12. Instale o suporte do eletroventilador. Cuidado com o tubo do ar condicionado, que se torna um obstáculo na instalação e fixar os quatro parafusos.

 

ed-268-motor

 

13. Coloque a mangueira superior e o suporte superior do lado direito e esquerdo. Faça a fixação dos quatro parafusos do condensador do ar-condicionado.

 

ed-268-motor

 

14. Coloque o reservatório de expansão e fixe-o. Ligue os conectores do eletroventilador e da resistência. Certifique-se que está bem travado.

 

ed-268-motor

 

15. Abasteça o reservatório de expansão com o líquido de arrefecimento nas especificações recomendadas pela fabricante do veículo. Respeite a marcação de mínimo e máximo

 

ed-268-motor

 

16. Retire possível ar no sistema (sangre o sistema). Ligue o motor e espere eletroventilador ser acionado.

 

ed-268-motor